Tanto a Cia. do Quintal do Brasil como Impronta do Uruguay, por serem referencias em seus países na linguagem da improvisação e do palhaço, em sua trajetória se tornaram grandes representantes de seus respectivos países em vários festivais internacionais.

Foi graças a estes intercâmbios que, em 2007, César Gouvêa conheceu em um Festival na Argentina o Grupo Impronta Teatro.

E, desde o primeiro encontro, a vontade de trabalhar, os pontos comuns entre as duas companhias, o pioneirismo em seus respectivos países e a diferença cultural instigaram ambas as companhias a criarem algo juntos. Por fim,encontraram um ponto de partida para iniciar o trabalho, na verdade algumas perguntas sem respostas... Quantas lembranças, histórias, alegrias, dores são possíveis de se viver enquanto olhamos um álbum de fotografias? Somos capazes de olhar para este mesmo álbum e reinventar a nossa própria História?

É exatamente isto que as atrizes Danna Liberman e Florencia Infante do grupo impronta (Uruguai ), os músicos Emiliano Pereira e Andrés Pigatto(Uruguai) e o diretor César Gouvêa da Companhia do Quintal (Brasil), se propõem a fazer em Histórias Descubiertas- onde o passado pode ser reinventado. Um espetáculo que utiliza três técnicas – clown, improviso e música – para construir uma dramaturgia sobre a memória.

Especialistas na linguagem do improviso e do clown acreditaram que estas duas linguagens seriam as ferramentas ideais para responder a estas perguntas. O encontro das duas daria a possibilidade de experimentar, de reinventar uma realidade que dialogasse com as lembranças.

Historias Descubiertas estreiou em abril 2012 em montevidéu , Uruguay

Fora do tempo, em um momento que não é dia e nem noite, duas mulheres com as costas descobertas olham um álbum de fotografias.

Assim começa HISTÓRIAS DESCUBIERTAS. A cada foto do álbum, projetada em uma grande tela, as atrizes vão relatando o momento vivido. Aos poucos, através de fotos tiradas dos espectadores antes de começar o espetáculo e que, surpreendentemente, começam a fazer parte deste álbum comum de recordações, o público é convidado a compartilhar suas memórias. Assim, a plateia acaba compondo e se somando aos relatos destas duas mulheres.

A partir daí tudo que o público irá assistir será inteiramente improvisado e só assim as histórias poderão ser reinventadas.

Todas as histórias criadas na hora tem o acompanhamento de dois músicos (baixo acústico e clarinete) que também improvisam ao vivo, criando o clima de cada universo sugerido, tendo um destaque importantíssimo no espetáculo.

Dois balanços suspensos e alguns objetos como cadeiras, bancos, tecidos e cubos também são fonte de inspiração para a criação das histórias que serão improvisadas, muitas vezes tomando as formas mais inusitadas e deixando cada cena criada única e singular.

Público Alvo: adultos
Duração do espetáculo: 80 minutos

Espetáculo concebido para teatros
com estrutura de palco italiano.

Direção: César Gouvêa, da Cia. do Quintal (Brasil).
Atrizes: Danna Liberman e Florencia Infante, do grupo Impronta (Uruguai)
Músicos: Emiliano Pereira e Andrés Pigatto. (Uruguai)
Cenário: Cia. do Quintal e Impronta Teatro
Figurino: Verônica Lagomarcino (Uuguai)
Concepção de Luz: Aline Barros (Brasil)
Arte gráfica: Suzana Liberman (Uruguai)

conteúdo alternativo para tecnologias que não suportam OBJECT


Clique na TV e assista ao vídeo.

Você será direcionado para assistir ao vídeo no You Tube.

Rua Rumaica, 26 - Lapa - São Paulo - Tel (11) 3641-1277 / (11) 97553-3587 - e.mail: quintal@ciadoquintal.com.br