Fechar [X]

Clique na imagem para ampliar

Favor preencher ficha de inscrição para obter maiores informações.

1ª Residência Artística da Escola do Quintal

A proposta surge de uma inquietação de César Gouvêa, diretor da Cia. do Quintal: diante de um cenário pessimista como este em que vivemos, do que e como podemos rir hoje? Um tema tão complexo só poderia ser abordado através de uma experiência significativa de pesquisa cênica que abarcasse diversas linguagens. É daí que surge então a 1ª Residência Artística da Escola do Quintal.

Essa Residência Artística tem como objetivo oferecer a artistas um processo de investigação intensa e profunda acerca de temas que envolvem o trabalho da Cia. do Quintal. Através do compartilhamento da pesquisa de professores e artistas que contribuem artisticamente e dialogam com o grupo, a residência permitirá que o aluno tenha contato com diversas linguagens e experiências significativas de produção e conhecimento artísticos. Além de aulas, haverá diversos encontros, que servirão para experimentação, para o convívio e a troca entre artistas e estudantes.

Em sua primeira edição, o projeto terá como tema justamente “O Riso”, e abordará as linguagens do palhaço, da improvisação, das máscaras, do bufão, da dança e da música, entre outras.


Disciplinas e Professores


Treinamento do corpo-máscara - com Elisa Rossin

A utilização da máscara é tradicionalmente conhecida como um instrumento de aperfeiçoamento técnico do trabalho do ator. A compreensão dessa linguagem, de suas regras, estrutura, técnicas de funcionamento ajudam o ator a prestar maior atenção nos seus movimentos e gestos e a confiar mais nos seus meios físicos de expressão.
Portanto, essa oficina tem como finalidade apresentar os fundamentos básicos da interpretação com máscaras, visando seu aproveitamento para o aperfeiçoamento dos atores-palhaços. Pretende-se, ao longo dos encontros, desenvolver alguns princípios específicos relacionados à linguagem, como a triangulação, o ritmo e desenvolvimento da ação. Para isso serão feitos jogos e improvisos com a máscara neutra e máscaras inteiras expressivas.
Um dos principais focos do trabalho é despertar o olhar para o corpo e suas possibilidades de criação, bem como o aprofundamento das possibilidades de diferentes qualidades de movimento e de presença.

ELISA ROSSIN
Atriz, mestre e doutoranda em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo. Pesquisa a linguagem da máscara desde 1999, atuando também na confecção das mesmas. Realizou um estágio com a companhia alemã Familie Flöz, em Berlin no ano de 2008. Em 2009 participou do seminário internacional de criação de máscara “ARTE DELLA MASCHERA”, no Centro Maschere e Strutture Gestuali na Itália, com Donato Sartori. Atualmente trabalha na Cia do Quintal e com outros grupos de teatro, como atriz figurinista e criadora de máscaras.


O Riso do Corpo - com Mauricio Florez Raigoza

O curso propõe o estudo da gestualidade do corpo, as possibilidades espaciais e o uso do tempo/duração, como matéria prima para a criação de efeitos cômicos. Através de aquecimentos de percepção, jogos de improvisação, composições programadas e criação de cenas curtas, o participante é convidado a estudar as relações de tensão e elasticidade que se produz naturalmente na comunicação entre os corpos, e o riso como fuga e excitação inocente que emerge do interior para a superfície do corpo, anunciando algo que se passa no fundo da imaginação humana.
O riso contrai, dilata e sacode. É um fenômeno misterioso, impossível de ser capturado. Mas como objeto de estudo no corpo e para os corpos, abre uma margem de inquietações ricas em produção de vida, alegria e prazer.

MAURICIO FLOREZ RAIGOZA
Bailarino de nacionalidade colombiana, formado em dança pela Universidade de Antioquia. Atualmente mora em São Paulo integrando o núcleo artístico da Keyzetta e Cia., como intérprete-criador no Projeto SIM contemplado pelo Programa de Fomento à Dança 17a Edição e Para todos os Seguintes, espetáculo de Dança Infantil que foi contemplado pelo Prêmio de Dança Funarte Klauss Vianna2013 para sua criação.
Como artista independente criou os solos Bolero 2014 com coreografia do venezuelano Luis Viana e orientação de Ricardo Gali (BR), e Fabulación 2011–2012 com assessoria do dramaturgo colombiano Gustavo Miranda.
Atualmente Flórez se apresenta em festivais com o espetáculo UM, espetáculo que parte de uma experimentação de atmosferas risíveis através da dança, através da pesquisa por um corpo com intensidades cômicas e movimentos primitivos.


A Arte da Abordagem - com Claudio Thebas

O palhaço é um encontrador. Todo seu repertório de trapalhadas, tropeções e mágica é um pretexto para encontrar.
Assim, a Arte da Abordagem pretende através de exercícios, experimentos e colocar luz sobre o potencial comunicativo de cada artista participante, para que ele seja capaz de iniciar o primeiro encontro com o espectador ou interlocutor seja num espetáculo, na rua ou num hospital. Durante os encontros pretende-se descobrir os atributos desse primeiro passo em direção ao outro, para que o outro esteja voluntariamente conosco, em sintonia.

CLAUDIO THEBAS
Palhaço Olímpio do espetáculo Jogando no Quintal e A Rainha Procura, escritor e educador, pós graduado em Pedagogia da Cooperação. É criador de vários projetos de transformação como as Forças Amadas, o Playmonday, e o Tomaraquidê. Atua também no espetáculo QFC - Batalhas Improvisadas.
Seus livros já venderam mais 700.000 exemplares em todo Brasil e sua web série "FALA QUE EU NÃO TE ESCUTO" tornou-se um fenômeno na internet com mais de 1.500.000 acessos no youtube. Suas conferências se destacam por unir diversão e conteúdo de forma profunda e surpreendente e já foram assistidas por mais de 500.000 pessoas em todo Brasil. Foi palestrante no TEDX Jardim Botânico. E mestre de cerimônias doTEDX Vilamadá, e TEDX Fmusp.


O Músico em Cena - com Álvaro Lages

Os encontros trabalharão a música a partir da improvisação, do jogo e do palhaço buscando sua expressão cômica. Cada indivíduo possui uma forma própria de se expressar musicalmente e de se relacionar com estímulos musicais. Em dinâmicas e exercícios individuais e coletivos, o artista será estimulado a se divertir trabalhando conceitos e fundamentos dessa arte.

ÁLVARO LAGES
Músico, ator, palhaço, e improvisador. Músico-educador formado pelo conservatório Espaço Musical, sob a direção de Ricardo Breim. Estudou com Alberto Gaus (mímica e palhaço), Frank Totino (Canadá), Shawn Kinley (Canadá), Omar Galván (Argentina), Omar Medina (México) José Luis Saldaña (México), Mário Escobar (Chile). Foi convidado a participar de festivais de Improviso Teatral no Chile, Uruguai, Peru e Colômbia, além de ter se apresentado na França, Itália, Áustria e Eslovênia. É co-fundador do grupo de palhaços Forças Amadas que atua em locais de situações limite pelo Brasil.
Como músico-palhaço integrante da Cia. do Quintal, atua nos espetáculos QFC - Batalhas Improvisadas, Empreitada, Jogando no Quintal e A Rainha Procura. Como músico-palhaço também, atuou nos espetáculos Show de Variedades da Mesma Coisa; Escalafobética e Criaturas, sob direção de Lu Lopes (Palhaça Rubra). Apresenta-se em diversos festivais com seu personagem, o caipira Alvimar.


O Corpo Desconcertante - com Juliana Jardim

Curso de curta duração com práticas e elaborações acerca das relações entre corpo e palavra, texto e improvisação cênica, perto do amplo espectro da graça, com enfoque no riso desconcertante, bufo, que transita entre a ironia, a exacerbação e o grotesco. Há larga dedicação sobre modos de composição textual na ação cênica. As práticas e os temas dialogam com o riso derrisório. Os exercícios dialogam com o amplo espectro do corpo cômico e com alguns fundamentos ligados à escuta individual e coletiva, às relações entre corpo, leitura e dizer, improvisação e jogo.

JULIANA JARDIM
Pós-doutora em teatro e educação, atriz, professora, tem sua pesquisa centrada nos temas da comicidade, das conexões escutantes entre corpo e palavra, da relação cena-público mediada pelo sonho da emancipação da pessoa (o que inclui o/a/x espectador/a/x), e da cena entre diálogo e narração. Idealizou o projeto Ensaios ignorantes, em ação desde 2011, que está com Fomento ao Teatro em São Paulo até 2018, dentro do qual o núcleo trabalha com terrenos ensaísticos perto de Michel de Montaigne, Joseph Jacotot, Jacques Rancière e Agnès Varda. Desenvolve pesquisa prática com o corpo cômico desde 1992, tendo trabalhando, ora intensa ora pontualmente, entre São Paulo e Rio de Janeiro, com os grupos Jogando no Quintal, Teatro de Anônimo, Roda Gigante, Diadokai, Pedras, Banda Mirim, Bonobando, Madeirite Rosa, Coletivo Bispo, Doutores da Alegria e com artistas dos diversos teatros que se faz entre nós. Dirigiu projeto prático em Madri (Espanha), em 2014, e realizou parte de sua pesquisa mais recente na França, entre Montaigne, Rancière, Varda e Jacotot.


Palhaço e Improvisação - com César Gouvêa

Irá trabalhar exercícios e jogos que propiciem um diálogo dinâmico e vivo em relação a junção entre as duas linguagens, onde a dramaturgia improvisada estará a serviço do olhar cômico do palhaço.
Ao longo dos encontros o aluno será convidado a encontrar sua própria diversão, e dentro dessa busca será incentivado a rir de si mesmo e com o outro. Através de várias dinâmicas desenvolverá sua capacidade de se afetar e será estimulado a “brincar de ser” mais do que “demonstrar quem é”, investigará o equilíbrio entre a liberdade de autoexpressão e o compromisso de contar uma história, e buscará encontrar na improvisação um lugar fértil para expressar suas opiniões.

CÉSAR GOUVÊA
Ator, diretor, improvisador, palhaço, produtor e criador da Cia. do Quintal.
Criador do espetáculo Jogando no Quintal, em circulação há quase 15 anos e visto por mais de 500mil pessoas, e de diversos outros espetáculos como QFC – Batalhas Improvisadas, A Rainha Procura, Empreitada – Uma Obra Improvisada e O Maestrino.
Durante 9 anos fez parte do elenco dos Doutores da Alegria, participando do documentário Doutores da Alegria – O Filme.
Ministra cursos onde combina a linguagem do palhaço com a improvisação. Foi professor do Diplomado Internacional de Improvisação com ênfase em Clown, da Univerdad El Bosque, de Bogotá, Colômbia, no Quintal de Criação e na atual Escola do Quintal, e em diversas oportunidades no Brasil, na Espanha, na Colômbia e no Uruguai.

FICHA DE INSCRIÇÃO


Curso: Residência Artística

Professor: professores da Escola do Quintal

Nome Completo:
Profissão:
CPF:
RG:
Endereço para correspondência:
Bairro:
Cidade:
Estado:
Cep:
Telefone Res.:
Tel. Com.:
Celular:
E-mail:
Possui alguma experiência com a linguagem que será abordada? Especifique quais.
Qual sua expectativa em relação ao curso?
Como ficou sabendo?

OBS: Após o envio desta ficha entraremos em contato para efetivar a sua inscrição, que somente será confirmada após o envio do comprovante de depósito/ doc/ transferência, para o e-mail (quintal@ciadoquintal.com.br). Em caso de dúvidas entre em contato pelo telefone (11) 97553-3587.

Rua Rumaica, 26 - Lapa - São Paulo - Tel (11) 3641-1277 / (11) 97553-3587 - e.mail: quintal@ciadoquintal.com.br